> reformulação cretina de regras transforma campeonato de espeto em desgraceira sem volta

ROUND 2

.
O segundo dia do que esperava-se que fosse uma competição de Domínio e Posse de Espetinhos Ilegais terminou em desgraceira generalizada (mal entendido) quando o sol começava a aparecer em São Paulo e mais 14 estados não revelados. As quatro equipes favoritas ao título se dirigiam à arena para o início da final quando foi revelado um novo trecho do regulamento: o campeonato agora seria de empurrar coisas grandes até não mais poder.

freeko_carro0707

Tiozinho achou que dava e foi em frente

A inesperada revelação surpresa fez com que os finalistas entrassem em desespero e procurassem coisas grandes para empurrar. Foram registradas sete pautas (furadas), 25 atropelamentos, três divórcios e 11 tentativas de voltar atrás. Depois de ouvir muita reclamação, e sem ter uma equipe a quem declarar vencedora, a direção do evento concordou em mandar vir um juiz especializado em tretas desse nível.

freeko_juiz0709

Juiz mandou parar com a palhaçada e ameaçou não responder perguntas repetidas

A autoridade só compareceu ao local 12 horas depois, quando muitos participantes já haviam formado novas equipes e acertavam contratos de pré-temporada. Geraldo Aquiles, o tal juiz foda, chamou a galera para conversar e revelou que “a temerosidade quanto à autenticidade do resultado só indica que as resoluções demandarão uma série de intervenções graves”. O parlamento dos torcedores, não satisfeito com o eterno zero a zero, prometeu recorrer.

freeko_enquanto0710

Enquanto isso...

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: