> won’t you take a walk outside?

May 9, 2009

REVU

.
“I actually think more review sites should move away from the consumer advice model and closer to the entertainment idea. Drop the review scores, the dry enumeration of feature lists, and the pretense that one gamer can somehow speak for all gamers. Make reviews more lively, more personality-driven, and more incisive or humorous.”
Shamus Young, ali na Escapist.

freeko_Fallout3 2009-05-07 10-19-05-44

Desarmou bomba, ganhou casa, tá caçando andróide e indo pra fábrica de Nuka Cola. Mas "os gráficos são bem 7.5" segundo aquele site lá.

++++
No chute:
10 things science fiction got right


> não era pra falar

June 13, 2008

JÁ VAI

.
Jornalista inglês Simon Parkins fala no Gamasutra de uns 90 anos atrás sobre a ferida que machuca muita gente: raramente um “jornalista” passa tempo suficiente com um jogo antes de escrever sobre ele. É.

Trechos:

“No fim das contas, a importância de um review enquanto ‘guia de compras’ diminui à medida em que sua publicação se aproxima do lançamento do jogo. Qualquer texto que apareça alguns dias ou semanas depois do lançamento do jogo é praticamente dispensável, graças à obsessão da indústria e dos consumidores com o próximo ‘lançamento mais foda'”.

“Acrescente a isso a tendência natural do jornalista de querer dizer alguma coisa, qualquer coisa, que diferencie seu texto e sua opinião de todos os outros na parada e você começa a ver entusiasmadas proclamações equivocadas e comparações injustas sendo feitas. A pressão de dizer alguma coisa, qualquer coisa séria e única para distinguir seu trabalho dos outros 10 mil malucos que povoam a internet, é grande. Existem jornalistas demais disputando opiniões de menos, e com pouco tempo para fazer isso. As assessorias de imprensa aprenderam a usar isso em seu proveito”.

Só não concordo 100% com a última frase.

++++++++++
Aham:
célebres vídeos fake de tech e games